Domingo , 20 Outubro 2019
Últimas Notícias
Capa » Geral » A ejaculação precoce e a infertilidade

A ejaculação precoce e a infertilidade

infertilidade masculina

Devido há falta de conhecimentos e informação esclarecedora e clara, são muitas as pessoas que associam todo o tipo de problemas do foro sexual à infertilidade. Contudo, nem todos os problemas ou disfunções levam ao mesmo fim, havendo até uma grande percentagem de problemas a nível sexual que são passageiros e tratáveis rapidamente, evitando um futuro tão negro como o que acontece com a infertilidade.

A ejaculação precoce masculina está muitas vezes associada à infertilidade, mas na verdade este problema reflete-se essencialmente no momento do coito, isto é, o homem não consegue controlar o momento ejaculatório, chegando ao clímax mais rapidamente do que esperava, não se satisfazendo a si próprio e à sua parceira. No entanto, esta situação não acontece por falta de desejo, muito pelo contrário, na maioria dos casos o problema surge pelo excesso de desejo e incapacidade de controlar toda essa vontade.

Por ejacularem demasiado rápido e sem satisfação pessoal ou da sua parceira, muitos homens acreditam que não podem engravidar a sua parceira e com isso prejudicar a sua relação e o seu futuro, no entanto essa é uma das grandes mentiras da sociedade, já que se a ejaculação, mesmo que precoce, ocorra no interior da mulher, a gravidez poderá ocorrer sem problema algum. Porém, se a ejaculação já aconteceu várias vezes no interior da sua parceira, se esperam engravidar mas sem sucesso repetidamente, o melhor mesmo é consultar um médico, pois será necessário um exame clínico aos seus espermatozóides que podem não ter a qualidade e quantidade necessária para a fecundação ocorrer. Igualmente importante é a consulta médica por parte da passageira, já que o problema poderá estar nela e não no seu problema de ejaculação precoce masculina.

É lógico que a ejaculação poderá estar ligada à infertilidade em alguns casos, naqueles em que o homem não chega mesmo a avançar com a penetração, devido a ansiedade, medo de falhar e hipersensibilidade na glande peniana, o que em termos práticos significa que a gravidez nunca poderá ocorrer. Mas estes são casos extremos, casos onde até um simples toque do lençol poderá levar à ejaculação, algo que apenas alguns casos específicos acontecem.

Se não é esse o seu caso, se consegue penetrar a sua parceira normalmente, se já fizeram todos os testes clínicos e exames médicos necessários, sem nada a apontar, então não existe erro nenhum, apenas a gravidez ainda não surgiu. É importante continuar a tentar, levando ao casal a ser bastante parceiro numa situação destas, compreensivos entre si e muito pacientes, pois a gravidez não está apenas centrada no momento da ejaculação, mas sim num conjunto de factores e situações que podem ajudar ou impedir.

Enquanto isso, é importante tentar ultrapassar esta situação de ejaculação precoce masculina da melhor forma, sendo que existem técnicas para evitar e controlar a ejaculação. Exercícios, mudanças de rotina, medicamentos naturais e essencialmente um grande acompanhamento e apoio dentro da relação, podem ser a chave para que a ejaculação precoce não esteja implicada na infertilidade do casal. O mais importante é que o casal tenha uma vida sexual plena e feliz, com a comunicação certa e o amor acima de tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*